CURSO SOBRE AS ESTRELAS - pelo TRINO TUMUCHY, Mestre Mário Sassi

O SISTEMA EVOLUTIVO

TRINO TUMUCHY

              O processo evolutivo da Corrente de faz por círculos concêntricos, cada vez menores. Atualmente, Tia Neiva consagra uma pequena multidão, mas não é toda a multidão. Vamos formando hierarquias, e estas hierarquias vão se consolidando, porque os gabaritos destas hierarquias já foram preestabelecidos no plano espiritual. 

         Entretanto, no plano físico, temos que caminhar para a nossa individualidade, nos encontrar conosco mesmos, para que, através da consagração, possamos ser, na nossa personalidade, aquilo que já somos em nossa individualidade. 

            A primeira parte do mecanismo do iniciado é a sua orbe. Sua orbe são canais que giram em torno de sua cabeça e que lhe proporcionam a sua potencialidade. Cada ser humano tem a sua própria orbe, girando em torno de sua cabeça todos estes planos, todos estes planetas. Essas informações lhes chegam à cabeça através do interoceptível. O interoceptível é o primeiro passo que o iniciado tem da força de sua orbe, dando-lhe suas inclinações básicas. Dependendo do seu equilíbrio no interoceptível, as forças entram de forma negativa ou positiva. Daí ela desce pela coluna vertebral, se impregna no chakra cardíaco (quando harmonizados, é impregnada de amor – força básica de nossa Doutrina), chega ao plexo e entra em fusão com a força mediúnica. Isto se chama eletrolítrio. 

          O sistema eletrolítrio produz três forças diferentes: o ectolítrio, o ectolítero e o ectoplasma. Não temos a capacidade de saber o que estas forças são capazes de fazer (ecto = fora de). Emitimos o ectoplasma na linha horizontal, para a Lei do Auxílio. A partir daí, este sistema vai produzir o equilíbrio do Sol Interior de cada um. Se tivermos o equilíbrio da mente, se tivermos o controle da manipulação de energia dos fatos que nos acontecem, então teremos o equilíbrio do nosso Sol Interior. 

           O nosso Sol Interior corresponde, no plano espiritual, ao Sol Simétrico. O Sol Interior está relacionado diretamente com as forças, com todos estes mundos fantásticos, espirituais, aos quais não alcançamos nem na imaginação. Ele é a força, é a reprodução, o ponto de contato, mais ou menos dentro do mesmo sistema que é a organização dos planos espirituais. Com o Sol Simétrico equilibrado, você começa a emitir sua força na Lei do Auxílio. A Lei do Auxílio vai depender da sua conduta doutrinária, da maneira como você interpreta a Doutrina, como você considera a Doutrina, com amor, tolerância e humildade, e que vem da permanente ligação que você tem com as coisas. 

        Da Lei do Auxílio vem o retorno das suas emissões. As emissões vêm na proporção em que você se afina na Lei do Auxílio. Você vai podendo lançar suas emissões, e estas emissões, que contêm toda a sua identificação, do que você é e do que é capaz, do que você é herdeiro e de onde você vem, fecham então o ciclo, formando uma força giratória que vai e vem, formando o contato com os planos superiores. As emissões fazem com que você saia de sua personalidade e vá para a sua individualidade. A emissão faz, também, com que os Grandes Iniciados desçam até você. É um perfeito trabalho de ida e volta. A volta da emissão nada mais é do que a presença do Grande Iniciado evocado na emissão. Estabelece-se o perfeito canal de emissão entre o Céu e a Terra. Com a emissão, você trás a eternidade para o presente e, quando estivermos conscientes desta realidade, seremos capazes de realizar grandes fenômenos. 

        Partimos do processo simples da Lei do Auxílio e, em instantes, mergulhamos na eternidade, nos tornando verdadeiros gigantes. Os valores da eternidade são os valores do perdão. Os valores do castigo são aqui da Terra, e são anulados pelos valores trazidos pelos Grandes Iniciados. A Lei do Perdão é, portanto, a Lei do Transcendental. 

           Estamos, agora, adquirindo a capacidade de manipular estas forças e, com a Estrela Sublimação pronta, quando se fizer a triangulação de forças dos mestres que estão preparados, então, na perfeita simetria das forças combinadas com o Turigano e com a Estrela Candente, vamos ter um verdadeiro mundo de energia capaz de fazer frente às grandes catástrofes que vêm por aí. 

           Estamos, assim, caminhando para a plenitude de nosso Terceiro Sétimo. O Terceiro Sétimo será atingido quando esta Corrente estiver integrada neste processo de utilização das três forças dos três Oráculos – de Obatalá, de Olorum e de Simiromba. 

         Para terminar, quero lhes dizer que o sistema evolutivo do Vale do Amanhecer é o Sistema Crístico concreto. É isto que nos distingue dos outros grupos. O Sistema Evolutivo é, em primeiro lugar, a capacidade que temos, individualmente, de ir buscar estas origens geradoras de energia - as Estrelas - e todas as nossas condições iniciáticas. Em segundo lugar, é o caminho que temos que percorrer para a nossa individualidade, a capacidade que temos para penetrar dentro de nós. Em terceiro lugar, é a capacidade que temos de lutar, equilibrar e gastar o menos possível de energia com o nosso carma. 

         Para isso, o Evangelho nos ensina uma série de meios, principalmente se aprendermos, realmente, a manipular as idéias do perdão, da tolerância e da humildade, para que tenhamos mais tempo para a nossa missão. Cabe aqui ressaltar ainda aqueles que caem no erro de criar novos carmas. 

      Mestres: todos recebemos os distintivos e a Estrelas, daquilo a que temos direito, de acordo com nossa origem. Mas, nem todos corresponderam a estas coisas que receberam. A partir da consagração, o mestre tem que caminhar para chegar ao seu gabarito. Você pode vir a ser um grande mestre esta Corrente, porque você tem todas as possibilidades, tem todos os gabaritos. Mas você só conseguirá isso dependendo do seu livre arbítrio, da sua contagem e da sua aplicação. Tia Neiva lhe dá o direito de ser, mas você terá que se tornar. Não se confundam e nem se choquem pelo fato de, às vezes, não serem chamados para determinados trabalhos, porque os chamamentos se fazem sob o julgamento da clarividência. Salve Deus! 

>